Mulher que empurrou carrinho de bebê contra calçada foi espancada pelo pai desde criança


A jovem Larissa Neusa Turek (fotos) , de 19 anos, ficou famosa neste sábado, dia nove, mas de forma negativa. Foi detida pela Polícia Militar em torno de nove horas na Vila Claro, em Santo Antônio da Platina.
                    
A moça, com histórico de problemas desde a pré-adolescência, empurrou o carrinho onde estava sua filha de um ano e três meses na esquina das Rua Felício Antônio Mascaro e 24 de maio (foto abaixo).
                               
Na filmagem fornecida pelo Açougue Bistecão (foto e vídeo abaixo), foi possível verificar que apresentava sinais de embriaguez e/ou drogas. Um homem que trabalha na prefeitura interveio para evitar novas agressões.
 
De acordo com fontes críveis, a moça não completou sequer o Ensino Médio.
Era espancada pelo pai frequentemente, junto com a mãe dela. O genitor: um homem violento e irresponsável. Familiares indicam, porém, que é a agora detenta quem sempre iniciava as agressões contra o pai.A mãe de Larissa abandonou todos e está em lugar incerto.
Segundo a reportagem apurou, costumava frequentar uma casa nas proximidades do ocorrido onde haveria consumo de drogas.
Agora, as presas da carceragem platinense ameaçam agredi-la, revoltadas com a situação.
O Conselho Tutelar foi acionado na manhã de sábado e a vítima  encaminhada  à Casa Lar (abrigo local para crianças em situação de vulnerabilidade social e/ou perigo ). Antes, foi atendida no Pronto Socorro Municipal com ferimentos leves na testa e face e liberada.
Larissa, ainda com fala desconexa, foi conduzida à delegacia de Polícia Civil e, mais calma, permanece  presa numa cela especial aguardando os procedimentos. Foi confirmado por um exame específico que tinha ingerido bebida alcoólica logo pela manhã.

O delegado de plantão, João Eduardo Batistella Martins, indiciou a jovem por lesão corporal e ameaça.  

Fonte: jrdiario com valcir machado - Postado em 10/02/2019



Copyright 2019 - Todos os Direitos reservados