Enterrada diretora que morreu dançando


O corpo da pedagoga Luciana Aguiar Cruz ( , de 32 anos, foi sepultado no final da tarde desta terça-feira, dia 29, no cemitério de Barra do Jacaré. A moça faleceu em torno de 20 horas de segunda-feira, dia 28, quando dançava zumba no Clube Municipal.Sofreu um ataque cardíaco fulminante e deixou a todos impactados, uma vez que não tinha histórico de cardiopatias.
A pequena cidade de três mil habitantes ficou comovida porque era jovem e alegre, sempre fazia caminhada, e diretora da Escola Municipal Pio XII.

Deixou o marido, o agricultor Josivan, um menino de seis anos e um de seis meses. Toda a região lamentou a fatalidade.
Voltaria ao trabalho justamente nesta terça por conta do fim da licença-maternidade.
Era prima do prefeito Adalberto de Freitas Aguiar, o Berano.
Barra do Jacaré foi alvo de feiquinius porque irresponsáveis circularam vídeo e áudio apontando que a morte de Luciana teria sido causada por um temporal, o que não é verdade.

Foi decretado luto oficial de três dias. 

Fonte: jrdiario com valcir machado - Postado em 29/10/2019



Copyright 2019 - Todos os Direitos reservados