Edital PSS: após pressão, Seed recua em critérios técnicos para a gravação de vídeo


A organização coletiva dos profissionais PSS e a forte reação ao Edital nº 30/2022 têm surtido efeitos. A Secretaria da Educação já publicou quatro retificações ao texto original e a última traz mudanças nos critérios de avaliação do vídeo a ser enviado pelos candidatos.
A nova redação elimina itens apontados pela APP como problemáticos por ferirem a isonomia de condições entre os(as) concorrentes, removendo a dimensão “Atendimento aos critérios técnicos”, à qual eram atribuídos 2,5 pontos no edital.
>> Confira a retificação
Caiu, portanto, a descabida exigência de “plano médio de enquadramento, som, iluminação e imagem”, fatores altamente dependentes de recursos tecnológicos e financeiros adequados.
Outra alteração remete à obrigatoriedade de identificação do(a) candidato(a) no início do vídeo, que não será mais necessária e deixa de contar pontos.
A mudança está relacionada à denúncia de diversos(as) PSS cujos vídeos foram removidos do Youtube, pois a exibição de documentos pessoais fere políticas de privacidade da plataforma.
No dia 10/06, a APP Sindicato protocolou pedidos de impugnação integral do edital PSS e da prova prática do PDE junto à Seed e à Consulplan. A estratégia também inclui acionar a Justiça, respeitando os trâmites do processo legal.
O Sindicato reforça a importância da mobilização coletiva da categoria. A pauta do fim da prova prática e da retomada do processo seletivo simplificado por meio da prova de títulos está no centro das reivindicações da paralisação estadual do dia 21.
A APP disponibilizará transporte gratuito para educadores(as) de todo o estado participarem do ato em Curitiba. 

Fonte: APP Sindicato - Postado em 19/06/2022



Copyright 2022 - Todos os Direitos reservados